segunda-feira, 13 de março de 2017

O regresso

Caros leitores e seguidores do blog,

De regresso às lides piscatórias após um longo calvário de recuperação de um joelho, afinei com o meu pai ir à Costa Vicentina fazer uns lançamentos e simultaneamente avaliar a resposta do joelho em cima das pedras, laredos, arribas, etc..

Depois de investirmos a sondar uma vasta zona, fui presenteado com a captura de um belo travessão  com 4 palmos de agua!! Literalmente vi in loco o ataque do peixe ao artificial! Um espectáculo digno de ser visto!


Ainda apanhamos mais 2 robaletes mas foram devolvidos para irem crescer e voltarem mais tarde gordos e grandes para dentro da ceira!


O meu pai está em forma! É um real jovem e alinha nestas aventuras! Um pai espectacular!!

E... toca a preparar as bóias e chumbos para o sargo!! Está quase rapaziada!!

Abraços

NC


quinta-feira, 9 de março de 2017

Ferreira

Caros leitores e seguidores do Blog,

A Ferreira, uma espécie outrora muito frequente nos mares do Algarve, é cada vez mais um peixe em vias de extinção devido à sua captura massiva pelas embarcações de pesca local, que colocam as redes na borda d´água, mas também pelos barcos de cerco ou rapas.



De Janeiro a Abril, tempo de chuvas e mares revoltos, é comum a sua captura à queda do mar. Antigamente, raras eram as vezes em que não se conseguiam capturar um, dois e até mesmo três exemplares de uma só vez! As montagens com três anzóis, nomeadamente as rabeiras, são as mais utilizadas.
Durante a noite, mas também nos aceios da manhã e da tarde, é quando este peixe anda mais activo proporcionando belíssimas pescas e verdadeiros momentos de lazer à beira mar.



Os iscos mais utilizados são os anelídeos e os bivalves. Como são iscos muito "gulosos", por vezes, o peixe miúdo é uma constante e faz com que utilizemos mais do que uma cana em acção de pesca para que a produtividade seja maior mas, quando o mesmo está ausente e as Ferreiras aparecem em cardume, uma cana com três anzóis é mais do que suficiente. 




Saúde, da boa! ; ))

sexta-feira, 3 de março de 2017

Robalo ISIS

Caros leitores e seguidores do Blog,

Como o titulo indica, o Estado Islâmico está a enviar robalos-bomba para a costa a fim de invadir Portugal e criar o grande califado do Al-Andaluz. Como podem ver na foto, o robalo traz um cordão detonante acoplado ao ânus e no seu interior uma carga explosiva. LOL


Agora a sério, porque o Carnaval já passou, trata-se de um espécime que já se tinha prendido numa arte de pesca, provavelmente num palangre, que se soltou e o organismo conseguiu rejeitar os objectos estranhos (anzol e linha).

Já não é o primeiro peixe que capturo nesta situação o que prova que aquela teoria do "peixe embuchado não sobrevive" é completamente falsa e trata-se de um pretexto para alguns pescadores trazerem para casa exemplares abaixo das medidas.

Este video já tem uns anos mas exemplifica bem como se deve proceder no caso de serem capturados exemplares embuchados abaixo das medidas mínimas.



Saúde, da boa! ; ))